EnglishFrenchPortugueseSpanish
EnglishFrenchPortugueseSpanish

CGE participa do XVII Congresso Brasileiro de Ouvidores/ Ombudsman

22 de agosto de 2014 - 04:07

O Estado do Ceará foi o terceiro estado com maior representatividade durante os três dias de evento

A Controladoria e Ouvidoria Geral do Estado (CGE) participou, nesta semana, da XVII edição do Congresso Brasileiro de Ouvidores/ Ombudsman (ABO), realizado pela Associação Brasileira de Ouvidores/ Ombudsman. O congresso teve como tema “As dimensões da Ouvidoria Brasileira” e reuniu profissionais que atuam na área de ouvidoria no Brasil, além de associados à Associação Brasileira de Ouvidores (ABO) das diversas seccionais distribuídas no Brasil e representantes de Ouvidorias em outros países.

Durante a abertura do evento, estiveram presentes o  presidente da Associação Brasileira de Ouvidores (ABO Nacional), Edson Vismona; do Ouvidor Geral da União, José Eduardo Romão, do presidente da Corregedoria Geral da Administração Pública do Estado de São Paulo, Gustavo Ungaro, do presidente da ABO/SC, Francisco Feliciano e dos presidentes das demais seccionais da ABO e diversas outras autoridades na área da Ouvidoria.

O evento contou com a presença de 30 ouvidores do estado do Ceará, sendo 18 do Poder Executivo, fato que colocou o estado como o terceiro com maior representatividade no congresso. Estiveram presentes os seguintes ouvidores: Juliana Cidrão Castelo Sales (CGE), Ricardo de Almeida Porto (Casa Militar), Lara Andrade da Costa e Silva (Secopa), Adília Maria Rocha Monteiro (Secult), Francisca Dalva Vieira de Carvalho (Ceasa), Maria do Socorro Araújo Câmara (Setur), Vera Lúcia Nunes de Araújo (PGE), Marcia Morais Ximenes Mendes (Sefaz), Kaio Adney Moura Bezerra (SPA), Camila Moreira Rocha Rios (Gabgov), Jamille dos Santos de Moura (Aesp), Marília Rêgo Gonçalves Matos (Funcap), Francimá Campos Rocha (Uece), Maria José Afonso Macêdo (Cagece), José Mauro Alves Nogueira (Adagri), Paulo Henrique Araújo Lima (STDS), Francisca Paula Maximo Portela Holanda (Sejus), e Ebe Pimentel Gomes Luz (UVA).

Para a articuladora de Fomento ao Controle Social e ouvidora setorial da CGE, Juliana Cidrão, o papel da ouvidora passou por transformações ao longo dos anos. “Percebe-se um nível nacional de aperfeiçoamento nas ouvidorias, deixando de ser um mero receptor de reclamações, denúncias e críticas, para atuar ativamente como colaboradores para uma gestão pública aprimorada e eficaz”, ressaltou.

Já o orientador da Célula de Ouvidoria da CGE, Jean Lopes, destacou a importância da ouvidoria para uma gestão participativa. “As ouvidorias públicas vivem seu momento ímpar, deixando de ser apenas um canal de interlocução com a sociedade e passando a funcionar no plano de Gestão, Participação e Controle, sendo esse tripé debatido no XVII Congresso de Ouvidores, com experiências e relatos de vários estados brasileiros”.

Fala Ouvidor

Para a ouvidora da Secretaria Especial da Copa (Secopa), Lara Andrade, o congresso funcionou como forma de aprimorar as atividades desenvolvidas pela ouvidoria. “Participar do congresso foi fundamental para motivar os ouvidores no exercício de suas funções, além de renovar as estratégias de preservação do caráter democrático e participativo das ouvidorias dentro da administração pública”, frisou.

Já para o ouvidor da Casa Militar, Major Ricardo Porto, a experiência vivida no XVII Congresso Brasileiro de Ouvidores, transcende o proposto pelo evento. “O congresso nos possibilitou transitar entre realidades e possibilidades das mais diversas, contribuindo sobremaneira para o incremento da práxis da nossa atividade”.

Durante os três dias de Congresso, foram realizados três painéis, abordando os seguintes temas: Ouvidorias Públicas: A convivência das Ouvidorias e o sistema de Controladoria e regulamentação legal; As Ouvidorias organizacionais, e As Ouvidorias e a Prevenção de Conflitos com o Consumidor. Também foram realizadas oficinas temáticas e uma plenária para a apresentação dos relatórios elaborados durantes as oficinas.

* Informações retiradas do endereço eletrônico da Associação Brasileira de Ouvidores/ Ombudsman

22.08.2014
Assessoria de Comunicação da CGE – 85 3101.3474
Flávia Salcedo – Coordenadora de Comunicação ( flavia.salcedo@cge.ce.gov.br
)
Géssica Saraiva – Assessora Técnica ( gessica.saraiva@cge.ce.gov.br)
Camila Lins – Assistente de Publicidade ( camila.lins@cge.ce.gov.br)
Twitter: @ComunicacaoCGE
Facebook: www.facebook.com/CgeCeara