EnglishFrenchPortugueseSpanish
EnglishFrenchPortugueseSpanish

CGE realiza palestra sobre ‘Marketing em Ouvidoria’

26 de agosto de 2009 - 03:00

Procurador da Fazenda Nacional afirmou que cabe aos servidores da Ouvidoria captar as manifestações dos cidadãos, que na realidade são os titulares do poder, dentro de uma democracia

Foi um sucesso a palestra realizada pelo procurador da Fazenda Nacional, Djalma Pinto, com o tema ‘Marketing em Ouvidoria’, para todos os ouvidores e ouvidores dos mais variados órgãos da administração pública estadual. Pelo menos 50 representantes da Controladoria e Ouvidoria Geral do Estado (CGE) prestigiaram o evento e aplaudiram a explanação realizada por cerca de uma hora pelo palestrante. Ele explicou, logo de início, que o marketing não é apenas propaganda, mas sim um conjunto de ações que visa elevar a imagem do gestor. Ressaltou que é muito importante a atuação dos agentes públicos, dentro dos princípios da legalidade, impessoalidade, moralidade, publicidade e eficiência. “O fundamento constitucional da utilização do marketing dentro da função pública está em fazer o melhor pelo cidadão. Os agentes devem captar as necessidades, reclamações e desejos dos administrados, oferecendo estratégias para resolvê-los”.

Djalma Pinto afirmou que cabe aos servidores da Ouvidoria captar as manifestações dos cidadãos, que na realidade são os titulares do poder, dentro de uma democracia, como é o Brasil. Lembrou ainda que os agentes ativos são aqueles que constatam as deficiências e propõem soluções para a melhoria do serviço público. Já os passivos apenas ouvem as demandas. Para ele, o marketing na administração pública deve buscar a integração de todos os servidores, objetivando a prestação do serviço público para a satisfação dos administrados, aprimoramento da qualidade do serviço prestado e propagação da marca do Estado eficiente. Nesse setor ele destacou a importância da Central de Atendimento da Ouvidoria. “O telefone 155 é importante demais para a sociedade cearense. Ele representa a vivenciação da democracia participativa, na qual o cidadão mantém consigo a concepção de que o poder lhe pertence”, disse.

Após a palestra, titular da CGE perguntou a procurador Djalma Pinto de que forma os ouvidores levariam à população a importância da Central de Atendimento 155. Ele respondeu que, primeiro era preciso que as pessoas entendessem o que é democracia, ressaltando ser de grande importância esse canal de comunicação oferecido pelo governador Cid Gomes a todos os cidadãos (ãs) cearenses. “É preciso que se mostre à população o que é – e para que serve –, a Ouvidoria. Então este serviço terá o reconhecimento que lhe é devido”, completou.

O evento foi promovido pela CGE, através da Coordenadoria de Ouvidoria (Couvi) e o objetivo principal era fazer com que os servidores que trabalham nas Ouvidorias consigam mostrar a importância de sua atividade dentro da estrutura organizacional do Governo do Estado, bem como o resultado de tudo aquilo que fazem. A palestra aconteceu no auditório da Secretaria da Fazenda (Sefaz) e seu titular, Mauro Benevides Filho, ressaltou a importância da Central 155 e o empenho de seu colega, Aloísio Carvalho, pelo compromisso e condução do serviço de Ouvidoria no Ceará. Quem também assistiu à palestra foi a presidente da Associação Brasileira de Ouvidores – Secção Ceará (ABO-CE), Márcia Morais Ximenes.